Amor in touch …

Padrão
Amor in touch …

Temos tudo ao nosso alcance.

    Paixões, beijos, casos de uma noite. Nos apaixonamos perdidamente por longas 24 horas, e depois viramos a página como se nada tivesse acontecido. Falamos de amor, e depois mudamos de ideia como se este fosse um sentimento finito qualquer. Colocamos o ponto final em lindas histórias com uma facilidade gramatical. Temos relacionamentos inteiros no espaço de uma semana. Namoros que terminam com duas pessoas que parecem nem se conhecer. Temos também traições e enganações que já são consideradas normais. Temos casais que se amam e abrem mão de toda uma história depois de uma briga qualquer, e no espaço de alguns dias já estão com novos pares. Temos os desistentes, que se conformam facilmente com o final do sentimento, porque tem sempre alguém novo para amar andando por aí.

Não acho que devemos retroceder nas conquistas, e retornar à criação repressora dos nossos pais ou avós, tampouco acho que devemos ser pessoas que se privam de seus próprios desejos. Mas da mesma forma que acho errado passar vontade de qualquer coisa por medo de como seremos julgados, também acho que a liberdade subiu à cabeça e nos fez criar dentro de nós algo como um egoísmo sentimental, onde só importam as nossas vontades, sem levar em consideração o impacto que isso causa no outro. Somos cada vez mais imediatistas, buscando no outro a perfeição, e a partir do momento que nossas necessidades são sanadas, descartamos automaticamente a pessoa, porque tudo ficou um tanto entediante. E, por outro lado, também as descartamos da mesma forma se nossas expectativas não se atenderem em questão de semanas. Falta persistência, falta permitir-se viver um amor bem grande e repleto de realidades, defeitos, brigas e superações.

Existe um meio termo entre os anos 1920 e 2015. Não sei se os jovens que criaram a cultura do “paz e amor” estariam contentes com o tipo de amor que nós estamos aplicando. Amor é mais que sexo. Amor também é consideração e respeito, é saber cuidar e persistir. E, no final do dia, será que vale a pena poder estar com todo mundo e deitar a cabeça no travesseiro sem estar com ninguém?

Só que existe uma boa parte de nós que mistura, sim, sexo com amor, simplesmente porque essas duas coisas têm tudo a ver uma com a outra! São as mesmas pessoas que esperam uma ligação no dia seguinte, bem como esperam gentileza e consideração daqueles com que se envolvem. Aqueles que criam expectativas. Pessoas que são tratadas como ingênuas por agirem dessa forma. São os que amam de coração aberto, que buscam companhias inteiras e não apenas sentimentos pela metade. Que se sentem sozinhos e não se acham no meio desse “ninguém é de ninguém”. Que podem até esconder os sentimentos por vergonha, porque, nos dias de hoje, quem pega não se apega, certo?

E pra falar um cadim mais…. dia desses me convidaram para entrar numa rede bem legal de notícias e publicações…. eu curiosa que sou do mundo dos humanos e dos manos fui lá…. sexualidade é um assunto que me interessa, óbvio, então fiquei sei La….. viajando em mim …. quando entrei no conteúdo adulto e vi as garotas que ficam na cam…. teclando com os caras e fazendo sexo virtual…. bem, sexo é sexo… há quem goste e até prefira este tipo, há quem saia de casa e deixe a mulher como “reserva” e adote essa prática como seu real “casamento” …. Enfim….. Eu não vou me perder nessa realidade que constato bem perto ….e respeito os prazeres bem como os devaneios desejantes de cada um mas…. sei La…. tem coisas que são fundamentais aos poros….. pele na pele ….. troca de fluidos ….. fluxo…. fluxo….. gostei muito do que um rapaz (não me lembro o autor da frase) disse: “não mande nudes, mande flores”.… e pra não dizer que não falei delas….. estou ficando mesmo chata …. sei La…

Anúncios

»

  1. As pessoas mudaram, as cabeças mudaram, nunca o mundo precisou tanto de psicólogos, exatamente porque toda esta mudança, principalmente nos relacionamentos acaba deixando marcas, em alguns casos superficiais e em outros mais profundas … e mais cedo ou mais tarde tudo isso da M. e então muitos não saem sozinhos …..

    Curtido por 2 pessoas

    • Sim, concordo é uma M mesmo….embora também haja um lado bom… como tudo, há que imperar o bom senso ….. sei de histórias lindas e reais e começaram em teclados …. O mundo pode estar mudando, as pessoas…. enfim .. suas buscas podem realmente mudar … mas o que acho triste é a falta de persistência de viver o amor real….. com todos os seus defeitos e delícias… ainda que seja para dar certo ou não….. bem… ainda acredito em outras buscas e outras coisas …. em pessoas mais reais e que ao invés de nudez…. mandem flores….

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s