SE PERDER PARA SE ENCONTRAR…

Padrão
SE PERDER PARA SE ENCONTRAR…

SE PERDER PARA SE ENCONTRAR…

Daí … tropecei em uma questão um tanto ” Nietzscheniana”   da vida…. “torna-te quem tu és” …. bem, mal sabia eu que secando aqui um corte, esse pensamento viesse tão em bom lugar…. e lendo o texto….. cá pensei, sim…. e isso vai mesmo além de conhecer a ti mesmo…. pois tornar quem tu és é uma não estagnação do ser “eu” … é o exercício da potência…. “do vir a ser”, de nos apropriarmos de nós mesmos, e isso vai além do “conhece a ti mesmo” … isso é travar uma luta com a própria gravidade … é exercer o seu poder de o dono de si, responsável por si… do meu corte , sei qual é o remédio, para tal precisei prestar atenção que de fato estava profundo e sangrando, devo eu mesma apropriar-me em saber qual o meu diagnóstico, o que sinto, em que estado me encontro e cabe a mm a responsabilidade por minha saúde e fundamentalmente por minhas doenças.

Não me cabe então me arrepender, se errei, me cortei, isso também me constitui, faço disso a minha busca por outros caminhos, plenos, “brilhantes”. O meu erro deve ser o meu acerto, como bem diz Nietzsche, conhecer a si mesmo, é saber cuidar de si e tornar a ser quem somos vai além….

“Vencer o ressentimento, deixar de apontar o dedo na cara dos outros procurando culpados. Deixar de apontar o dedo para si mesmo, buscando ferir-se e limpar-se dos pecados. Não, é preciso criar novos valores para tornar-se o que é. É preciso estar sempre alerta, em estado de guerra, tornar-se guerreiro e preparar-se para a batalha constante. O conhecimento de si não pode acontecer sem um cuidado de si, que permite um crescimento contínuo, um vir a ser infinito. Fazer de inimigos aliados, aprender a navegar nas tormentas.”
Então… o corte ainda aberto, necessita um cuidado profundo … e se eu não for forte agora …. jamais serei forte. Jamais me tornarei quem sou.
O que sou eu senão minha vontade potência? Senão toda minha força que pulsa em natureza?
Sei lá…. vou cuidar disso. Dói.

Anúncios

»

  1. Então, nossa vida não tem mapa, nem manual de instrução e muito menos GPS, esta viagem que fazemos nos leva a lugares maravilhosos e outros nem tanto, se perder acaba fazendo parte da viagem, se encontrar porém é uma redenção.

    Curtido por 1 pessoa

  2. É bem isso mesmo… Apropriar-se de si, reconstruir-se, dar novos significados às vivências, às relações. É tudo tão difícil, mas ao mesmo tempo vai nos dando uma sensação de completude tão boa… Estou em processo também, bem no comecinho ainda dessa história de individuação…

    Beijos querida

    ❤ ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s