“…E a vida continua surpreendentemente bela mesmo quando nada nos sorri …”

Padrão
“…E a vida continua surpreendentemente bela mesmo quando nada nos sorri …”

Daí a exatamente 5 dias …. saí de casa ainda bem cedo….. enlutada …. havia chorado um pouco … guardado meus fantasmas num armário …. e com um corte fundo aberto q por vezes sangra … eu tinha uma reunião importante… estava em cima da hora mas resolvi fazer outro caminho a pé … seguia parte do trajeto ainda remoendo minhas dores… e outra parte com algumas pessoas … que as vezes nos param por informações … e tal…. e do mais…. na parte mais difícil …. uma moradora de rua … ou não, sei la … dessas que passam pelas feiras livres a procura de algum alimento.. me pediu um dinheiro… bem… nunca dou e não dei…. mas o pior … o melhor… ela continuava tentando falar comigo… e eu seguia apressada … até que ao fechar o sinal estávamos ali as duas, num pé igualdade mediante os devires de nossas vidas e vontades…. e então ela me disse moça mas você tem horas? Eu que de fato não uso relógio, evitei pegar o celular até porque não queria mesmo nada …. mas algo de mim pulsa muito espontaneamente engraçado…. e me vem numa força … sei la de onde… Nietzsche é quem sabe … eu lhe disse com alegria vital, “moça, eu tô numa situação, que não tenho horas, não tenho dinheiro, não tenho ninguém …. não tenho nada “ (por favor , não me remetam a tal música do “lepo lepo”) … Mas tenho que ir atrás de mim… Ela então me sorriu desdentadamente e disse : mas o importante mesmo é isso aí… você ta dando esse sorriso, você tem saúde, vai ser feliz…. foi então que eu gargalhei mais ainda… e ia … continuando a calçada….. comigo… e eu com esses meus impulsos em falas soltas… lhe disse: Você já pensou em desistir ? E continuei… pois as vezes eu tenho vontade desistir de tudo…. Ela continuou e disse : Não diga isso, você tem tudo moça, e não reclame não que Deus não agrada disso… bem… não sei se Deus ou alguém…. não sei se lhe fiz algum bem… mas a vi tão satisfeita, pois de sua invisibilidade concreta e cotidiana alguém por minutos, ainda que não lhe dando nada…. lhe deu alguma atenção…ela existiu, eu existi …. sei que ela seguiu sorrindo e eu chegando em meu destino …. logo mais parei e observei … ela continuava a pedir dinheiro… e enfim…. o que lhe falta, não me falta …. eu que lhe dei … também recebi….. neste dia não me importei em ter esquecido o filtro solar …

Anúncios

»

    • Bom dia sua linda !!! Sim…. são essas perolazinhas que por vezes caem embaixo do móvel….. e quando a gente encontra fica observando e reeditando nossos pensamentos até chegar a uma quase conclusão : De onde ela surgiu ? O que foi que se quebrou ? Como eu a perdi ?? rsrsrs Ou seja…. Beijaozão !!!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s